Porque as pessoas não querem mais ir à igreja?

Deus?, eu quero!   Igreja?, Deus me livre! 

Este foi o sentimento de 99% das pessoas em uma pesquisa desenvolvida em Amsterdã, há uns 10 anos atrás, mas que se mostra dentro das nossas realidades atuais. Mas será por que as pessoas rejeitam tanto a igreja? Em que nós cristãos estamos errando? Em que temos que mudar?
Independente da denominação a qual pertençamos, nossa igreja não segue o modelo original que estava no coração de Deus, e gerado pelo Espírito Santo no livro de Atos. Logo após o dia de Pentecostes, observamos em At 2:42-47 uma descrição bem diferente do que vemos hoje como expressão de igreja. A igreja primitiva tinha basicamente duas expressões de vitalidade, que se manifestava em reuniões pequenas, nos lares, e uma reunião maior, com todos os crentes de uma cidade, em um local público e amplo para comportar de 10 a 70 mil pessoas. Era nos lares onde a vida se manifestava de forma intensa: todo ensinamento acontecia ao redor de uma mesa, onde comiam juntos com alegria e singeleza de coração, supriam as necessidades uns dos outros, não somente as financeiras, mas também através das orações e manifestações de dons espirituais, com sinais e maravilhas.

Anúncios

About this entry